Vozão lança camisa alusiva ao Dia da Consciência Negra

Parte da receita com o novo uniforme será revertida para o Observatório da Discriminação Racial no Futebol.

O Ceará, através da Vozão, sua marca esportiva, lançou um novo uniforme oficial. Nesta quarta-feira (26/10), foi apresentada a camisa Nossa Luta, uniforme alusivo ao Dia da Consciência Negra, data comemorada no mês de novembro que busca a conscientização para a igualdade racial em nosso país.

A camisa é 100% comemorativa e o Vozão não entrará em campo em partidas oficiais com ela. De todo modo, os novos uniformes já estão disponíveis para a venda em todas as lojas Vozão nos modelos masculino e feminino. Para os alvinegros a camisa custará R$ 239,90 e para as torcedoras do Vozão, o novo uniforme terá um custo de R$ 199,90. Sócio Vozão tem direito a desconto nas lojas Vozão (físicas e virtual).

De todo o lucro obtido com a camisa, o Ceará Sporting Club destinará parte da receita para o Observatório da Discriminação Racial no Futebol, buscando fazer com que mais ações de combate ao racismo no esporte sejam realizadas.

Anualmente, a entidade realiza um levantamento da quantidade de casos de discriminação racial envolvendo atletas brasileiros em nosso país e no exterior. Segundo o Relatório da Discriminação Racial 2021, um total de 158 casos que se enquadram nestes aspectos foram registrados somente no último ano.

Nossa luta

Eu fiz meu trajeto correndo descalço

Não foi pra contar vitória antes da hora

O preto e branco combinam com a pele

De manto alvinegro fazendo história

Passei igual Reinaldo, eles dizem aleluia

Punhos cerrados na luta

Respeito por quem tem deixado o legado

Sem tempo pra atraso, eu já mando pra lua

Vou com a bola no pé time do Kanal, igualdade pra nós tem que ser normal

Olha o preto e branco, tá tudo junto

Alvinegro na raça domina o mundo

Arrastando a torcida maior multidão

Driblando racista, tipo Cláudio Adão

Pela liberdade, sou igual dragão

Quebrando as correntes da escravidão (Yeieh)

Meu manto alvinegro na pele

Sou preto e branco, eu sou rap

Nem vão botar fé se eu disser que virei referência pros ‘vet’

No campo, queremos respeito

Matando essa bola no peito

Na história trazemos respeito

Goleando todo preconceito

É o time do povo pela paz, aqui é Ceará e nós somos todos iguais

É o poder preto e branco pra sempre

meu manto alvinegro e o grito da nossa gente (2x)

Tipo Gildo tô na área, artilheiro, gol de placa

Olha os pretos fazendo história

E alguns pra nós não davam nada

Tipo o gol do tiquinho no tetra, passa a bola pra nós que já era

Vou na fé, ouro da favela no estádio ‘nós que’ faz a festa

Carregando meu nome na base sei que eles me olha

Ganhando destaque no campo e na área que eu mando me sinto petróleo

Então fala meu nome real, nome de batismo José Carlos,

pode ser até moleque da vila sei que aqui não passa do João Marcos

É o time do povo pela paz, aqui é Ceará e nós somos todos iguais

É o poder preto e branco pra sempre

meu manto alvinegro e o grito da nossa gente (2x)

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *