Pesquisa
Voltar todos

Ceará manteve base vencedora.

Ceará manteve base vencedora.

O acesso para a primeira divisão do futebol feminino nacional é o maior e principal desafio do Ceará na temporada. Pensando nisso, a diretoria alvinegra manteve a base do elenco que terminou o Campeonato Brasileiro na sexta posição – a melhor entre clubes do norte e nordeste que disputaram a competição - e que foi bicampeã cearense em 2019.

 

Ao todo o Vozão continuou com dezenove atletas que disputaram a temporada passada com a camisa alvinegra. As goleiras Mayara, Tati, Lorrana e Isabel, as laterais Bia, Kamila, Valeska, as zagueiras Alessandra, Patrícia , Thaiane, Mariana e Edna, as meio-campistas Jullyana Morais, Gilmara, Larisse, Rhayanna e as atacantes Maria Vitória, Gisele e Jady.

 

Além de manter a base da temporada passada, o clube trouxe atletas com experiência no futebol feminino nacional. A meio-campista Fernanda Marques já conquistou o acesso à primeira divisão com a Portuguesa, em 2017, e é uma das armas do time de Sérgio Alves. A atacante Juliana Santos veio do Jequié/BA e na temporada passada marcou 16 gols. A zagueira Giulia, com passagens pelo Benfica/POR e São Paulo, a volante Ariane que já defendeu o Cresspom/DF e as meio-campistas Ziza e Jessica, de apenas 17 anos, completam o elenco alvinegro na temporada.

 

O técnico Sérgio Alves já deixou claro que seu maior desejo enquanto treinador da equipe feminina do Vozão. “Eu já conquistei muita coisa pelo Ceará, fiz muitos gols e dei muitas alegrias ao torcedor alvinegro. Hoje meu maior sonho é levar o futebol feminino do Ceará para a primeira divisão do Brasileiro. Ano passado nós batemos na trave, por isso nos reforçamos bem para esta temporada, além de termos mantido nossa base. Estamos focados no acesso e iremos trabalhar para consegui-lo”, afirmou o comandante.